sexta-feira, 26 de maio de 2017

PROJETO S.O.S PARQUE ARNULPHO FIORAVANTI (9º ANO C)








Nesta quinta feira (25/05/2017), teve início, na Escola Menodora, a 2ª edicão do Projeto S.0.S PARQUE ARNULPHO FIORAVANTI, A turma foi subdividida em 05 grupos (leitura e resoluções de 03 questões para cada subgrupo), do documento Avaliação ambiental do parque urbano Arnulplho Fioravante para adoção de estratégias de restauração Environmental assessment of urban park Arnulpho Fioravanti for adoption of strategies for restoration MARIA LÍDA MATSUMOTO*, ZEFA VALDIVINA PEREIRA**, JOELSON PEREIRA GONÇALVES**, ANDRÉIA SANGALLI**, SHALINE SÉFARA LOPES FERNANDES** * Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais –FCBA, Universidade Federal da Grande Dourados- UFGD, Dourados, MS. Email: mali.tsu@hotmail.com ** Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais –FCBA, Universidade Federal da Grande Dourados- UFGD, Dourados, MS.
O próximo passo será o debate em sala de aula, complementado com uma visita de estudo, no dia 05 de junho de 2017 ao Parque Arnulpho Fioravanti, com todas as turmas dos 9 Anos da Escola Menodora.

Marcadores:

domingo, 14 de maio de 2017

QUESTÕES: AVAL. IMPAC. AMB. PARQUE ARNULPHO

1) Nas páginas 51 e 52, os biólogos e pesquisadores da U.F.G.D, ao analisarem os impactos ambientais ocorridos no Parque Arnulpho Fioravanti,  fazem referências ação combinada do crescimento urbano das cidades brasileiras com a especulação imobiliária, e que, infelizmente Dourados não é exceção. Explique as consequências deste processo para o meio ambiente.

2) Comente os transtornos advindos deste processo para a natureza e a qualidade de vida a ser desfrutada pela população.

3) Com base nas duas questões anteriores responda qual o papel espera-se que seja desempenhado pelos parques urbanos?

4) Sobre as quatro nascentes dos quatro pequenos córregos, ambos, situados na área do parque, os quais unem-se para formar o Córrego Paragem, os pesquisadores constataram quais fenômenos relacionados a vegetação original dos mesmos?

5) A ausência de vegetação arbórea nas margens das nascentes e dos córregos, contribuíram para a ocorrência de quais fenômenos?

6) Os fenômenos relatados nesta pesquisa afrontam as determinações da legislação ambiental constantes no Código Florestal Brasileiro e da Lei Verde (nº 55) do município de Dourados. A não observância das duas leis tiveram que consequências para as nascentes, córregos e do Parque?

7) Sobre a ação antrópica para a biodiversidade do Parque, página 55, discorra sobre as constatações feitas pelos biólogos no presente estudo ?

8) O que ocorreu com o córrego 01 (pag. 58)?

9) Quais os efeitos negativos do lixo lançado no Parque (pág. 58)?

10) Como é descrita na presente pesquisa, a ação realizada pelos sitiantes e pela comunidade residente no entorno do Parque, a qual tem acesso muito facilitado ao mesmo (pág. 58) ?

11) Diante das constatações feitas pela pesquisa, os biólogos sugeriram como forma de conter os danos ambientais provocados pelo lançamento de esgoto e lixo ao Parque, quais providências (pág. 59)?

12)  E que providências sugeriram para frear o lançamento dos resíduos provenientes dos postos de combustíveis (pág. 59)?

13) Que providências os bíólogos apontaram a serem adotadas para visando a recuperação da vegetação do Parque?

14) Qual a proposta dos bíólogos disciplinando o acesso das pessoas ao Parque de forma a garantir a preservação e contribuir, inclusive, para a revitalização do mesmo?





Marcadores: